terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Ter pena das pessoas não as faz mudar...‏


 “Finalmente o Senhor disse a Samuel: Não há razão para continuares assim a ter pena de Saul, porque Eu já o rejeitei como rei de Israel. Por isso pega num recipiente de azeite e vai a Belém encontrar-te com um homem chamado Jessé. Escolhi um dos seus filhos para ser o novo rei. 

Mas Samuel perguntou: Como é que eu posso fazer uma coisa dessas? Se Saul vier a saber, tentará matar-me! Leva contigo uma bezerra, continuou o Senhor, e diz que vieste para fazer um sacrifício ao Senhor. Depois convidarás Jessé, e para o resto mostrar-te-ei como hás-de fazer e qual o filho que deverás ungir.” 
1 Samuel 16:1–3 
Samuel sentiu a dor da decepção por saber que o rei Saul não temeu a Deus como era esperado, já que havia sido o escolhido dEle para ser o primeiro rei de Israel. A decepção não foi somente porque Saul não obedeceu – isso poderia ser reparado. O problema foi o seu orgulho. Samuel sabia que não tinha mais jeito para Saul, já na reação dele, ao saber da decepção de Deus, mostrou não se importar com o seu pecado. Na hora ele chamou a atenção de Saul, fez o que lhe era devido como profeta de Deus naquela época, e sabe o que Saul fez? 


Implorou o perdão rasgando as vestes de Samuel! Que tipo de ‘arrependimento’ é este? Onde está o respeito para com o profeta de Deus?
 
Já ali Saul perdeu a presença de Deus. E isso doía em Samuel, por isso Deus lhe falou para parar de ter pena dele. Pena não podia mudar a situação de Saul, aliás, pena não muda a situação de ninguém. O errado é que tem que mudar! E se ele não mudar, e você tentar ajudá-lo a mudar, você só vai atrapalhar a Mão de Deus.
 
Às vezes, a pessoa tem que ficar só, perder tudo, até mesmo as amizades, para ouvir a voz de Deus. Mas tem gente que não aceita isso, que condena este tipo de atitude na Igreja. Dizem ‘não haver amor’. Ora, então leia essa passagem de novo e veja por que o Autor do Amor fez isso!
 
Alguns anos atrás, quando ainda trabalhávamos em Londres, e a Igreja ainda estava no comecinho, com poucos pastores e esposas, a nossa união era bem notória. Eu me sentia em casa com todos, pois parecíamos uma família. Tínhamos muitas coisas em comum, e a principal era a de ganhar almas. Mas, um dia, quando uma esposa de pastor errou e foi chamada atenção por isso, me veio logo uma dor no coração por ela. Ao mesmo tempo, também veio uma Voz: ‘Deixa ela; ela precisa disso’. Então a deixei. Não corri atrás para ver se ela estava bem, ou o 
que estava pensando ou sentindo, nem mesmo oferecer um ‘ombro’ amigo eu ofereci – não porque não quis ou não me importei, mas porque queria que esse ombro fosse o Espírito Santo. Orei por ela e pronto. Na época, outra esposa de pastor achou isso um absurdo da minha parte e foi dar atenção àquela esposa ‘injustiçada’. Pois bem, nenhuma das duas está na Obra de Deus hoje.
 
Saul também pensou ter sido injustiçado. Aliás, Lúcifer também achou ter sido injustiçado. Olha só a ‘coincidência’. Todos que se acham injustiçados não se arrependem. Forte hein?
 
Ainda lendo 1 Samuel 16.
 

Postado no blog da Dona Cristiane Cardoso

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

A ejaculação da eternidade... Leia!



Uma das estratégias mais antigas do diabo para derrubar homens de Deus e, diga-se de passagem, foi e tem sido muito eficaz para quem não vigia, é a carência sentimental – os anseios do coração.
Para que você tenha uma ideia de como funciona a coisa, de um lado Deus tem a mente (o intelecto) como Seu aliado para falar, dirigir, orientar o homem; de outro, o diabo tem o coração (sentimentos e emoções) como seu aliado; e no meio está o ser humano. Se o mesmo se inclinar para a razão e a fé, se livrará dos laços do diabo; mas, caso se incline para os apelos do coração, isso resultará no sofrimento, na angústia e na escravidão do inferno.
O ponto mais forte de um envolvimento sentimental é o sexo, o prazer sexual. E o diabo também tem usado este prazer para promover o desprazer de muitos.
Observemos o rei Davi – homem segundo o coração de Deus – que venceu o gigante Golias e os grandes exércitos inimigos, mas não conseguiu vencer sua libido ao ver o escultural corpo desnudo de Bate-Seba – mulher de Urias – um de seus soldados mais fiéis.
Ele a chamou em seu palácio e, embriagado pelo desejo ardente do sexo, deitou-se com ela. 2 Samuel 11.1-4. Em seguida, depois de desfrutar de um prazer orgástico, porém momentâneo, mergulhou num desprazer de angústia, de vazio e de dor, a ponto de perceber que a alegria da sua salvação escorreu por entre os seus dedos e que o Santo Espírito afastou-se triste e decepcionado do seu ser. Salmos 51.11-12
Daí veio a queda, que só não foi mortal, porque Deus usou de Sua misericórdia – por encontrar no coração de Davi sincero arrependimento e humilhação diante de Sua face.
A grande verdade é que quando você, obreiro ou pastor, cai sexualmente em pecado com uma mulher, no momento do clímax sexual, no momento da EJACULAÇÃO, de dentro de você não está saindo só o sêmen, o esperma, mas junto vai também a unção que você recebeu, seu ministério, sua credibilidade, sua santidade e, sobretudo, sua salvação, que é derramada no útero de uma mulher. Após o prazer momentâneo, começa o desprazer do vazio de tudo que você construiu com muito sacrifício, lutas e lágrimas. Em suma, uma vida com Deus.
Da mesma forma, quando uma obreira ou esposa cai sexualmente em pecado com um homem, no momento do clímax sexual, no momento da EJACULAÇÃO masculina, ela não somente recebe o jato de sêmen, mas o jato do vírus do pecado que traz o desprazer da angústia, da culpa, da dor da alma, da dúvida e, sobretudo, a perda da alegria da salvação.
Que o Espírito Santo tenha misericórdia de nós e possamos ter sempre em evidência o temor do Senhor como fonte de vida, para que jamais venhamos cair nos laços da morte. Provérbios 14.27
Não vale a pena trocar o prazer e o gozo espiritual da comunhão com Deus pelo desprazer do buraco da alma por conta da ausência do TODO PODEROSO, e carregarmos para sempre a saudade de Sua presença e de Sua amizade dentro de nós.
Deus abençoe a todos nós!
Bispo Sérgio Correa

sábado, 21 de janeiro de 2012

Vai dar tudo certo pra você...



SALMO 126
VAI DAR TUDO CERTO!!!!
Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosae conseguirá todos teus objetivos.
Se dissiparão todas as tuas agonias e chegará a vitoria.
Esta manhã bati na porta do céu e DEUS me perguntou...
Filho, que posso fazer por você ?'
Respondi:
Pai, por favor, protege e bendiz a pessoa que está lendo esta mensagem'.
DEUS sorriu e confirmou: 'Petição concedida'. 
Leia em voz baixa...
'Senhor Jesus :
Perdoa meus pecados.
Te amo muito, te necessito sempre, estás no mais profundo de meu coração, cobre com tua luz preciosa a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos Amém!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O Pum mais fedorento de todos...



Qual foi o pum mais fedorento, mais podre que você já cheirou? Só de lembrar, você já sente as narinas queimando e faz uma careta? (Espero que não tenha sido um dos seus mesmo, debaixo das cobertas...)
Agora, multiplique aquele cheiro por um milhão, e o que você tem? Você tem o pum do diabo.
E se você estivesse num quarto com o diabo e ele soltasse um pum (o porquê você estaria num quarto com o diabo, eu não sei), o que você faria?
Você correria para fora daquele quarto, claro. Você faria qualquer coisa — qualquer coisa — para não inalar aquele cheiro.
Muito bem. Aqui vai o que eu gostaria que você fizesse de agora em diante: você vai tratar a dúvida como se fosse o pum do diabo.

Todas as vezes que uma dúvida vier a sua mente, você vai reagir como se estivesse num quarto com o diabo e ele tivesse acabado de soltar um pum. Você vai fugir de lá — daquela dúvida — o mais rápido possível.
A dúvida é uma das principais razões dos fracassos das pessoas. É o que faz feder os seus planos e dá às suas decisões (se é que consegue tomá-las) um cheiro horrível.

Não se esqueça disso: dúvida = pum do diabo
E vou lhe dizer uma coisa: não é nada engraçado.
Bispo Renato Cardoso

domingo, 15 de janeiro de 2012

Navegar pela vida sem se machucar



O único jeito de se navegar pela vida sem se machucar é fazê-lo pela fé.
 A fé olha adiante, rumo ao seu objetivo.
 Ela não olha à sua volta, para os detalhes, ou pequenos comentários aqui e lá, para as constantes falhas das pessoas que conhecemos e encontramos.Tome o Senhor Jesus como exemplo.
 Ele é o melhor exemplo que alguém possa seguir. Ele sabia sobre a traição de Pedro muito antes dela ter acontecido e ainda assim o amou e entendeu. Ele sabia que os seus discípulos iriam todos deixá-lo sozinho no momento em que mais precisava e ainda assim tirou tempo para discipulá-los.
 E mesmo após a ressurreição, quando todos os discípulos se escondiam do público, o Senhor Jesus foi ao encontro deles. Isto mostra que Ele não esperava nada de ninguém desde o princípio.
 Ele tinha um objetivo e iria trabalhar para alcançá-lo, independente de como as pessoas O tratassem. Ele tinha uma visão para cada discípulo, de transformá-los em homens de fé fortes e através deles dar início à sua Igreja.
 Claro que estes homens eram cheios de falhas, mas isso não os impediria de serem úteis, impediria?
Se eu passar por você de manhã e não disser “bom dia”, isso significa que eu não gosto de você? Se eu não atender à cada uma das suas necessidades, isso significa que todos os meus esforços anteriores para ajudá-la foram em vão? Se você estivesse doente e eu não me lembrasse de te ligar, isso significa que eu não me importo com você? Sejamos razoáveis e nos concentremos no que realmente importa.
 Se continuarmos a nos distrair pelo que as pessoas dizem ou fazem, ou não dizem ou fazem, nós perderemos o controle, teremos dificuldades para mantermos o nosso coração limpo, perdendo assim o foco da nossa salvação.
 Às vezes, precisamos ser insensíveis, como se não tivéssemos sangue correndo em nossas veias.
Se machucar faz parte da vida mas é também a parte que não te leva a lugar algum, então para que lhe dar atenção extra?
 Para que passar o tempo ponderando nisto?
 Passe por cima disso, para o seu próprio bem! Se vivermos a vida sem esperar muito das pessoas, protegeremos os nossos corações e não teremos tanta dificuldade em vivermos pela fé.
Eu comecei a usar o termo “na fé” em meio à uma época muito difícil no Ministério.
 Uma época em que eu costumava esperar demais das pessoas, sendo assim, a época em que eu mais me machuquei. E eu posso te dizer que funcionou porque eu ainda estou aqui.
 Se não fosse por eu ter me colocado constantemente ligada na fé, eu certamente não estaria escrevendo hoje.
Tudo depende da fé. Se você se permite sentir as coisas, a sua fé adormece, e os seus problemas começam a se acumular. Então à luz disso, eu prefiro estar “dormente”.
Na fé,

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Toda vez que ouvir; é o " Fim! " saiba que...


Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
Romanos 8:31 Toda vez que o diabo falar pra você que é o "fim", saiba que o "fim" é só o começo de uma nova batalha, a qual somente os que creem e confiam em Deus, saíram vencedores. Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro.
Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
Romanos 8:32-37
Então o segredo pra ser um vencedor(a), i obter a salvação é viver essa fé a cada dia de sua vida, confiar e lutar sem medo, sem duvidas, até porque o diabo sempre vai tentar intimidar, só que ele nada pode fazer contra aqueles que, estão dispostos a tudo pela obediência a palavra e a vontade de Deus, e esses sim são mais que vencedores porque estão em Cristo pois vivem por Ele, i na morte, encontraram vida, com Ele!


by Nelsinho!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Não se iluda com um beijo... porque...



“Falava Ele ainda, e eis que chegou Judas, um dos doze, e, com ele, grande turba com espadas e porretes, vinda da parte dos principais sacerdotes e dos anciãos do povo. Ora, o traidor lhes tinha dado este sinal: Aquele a quem eu beijar, é Esse; prendei-O.” Mateus 26.47-48
Apenas para você se situar nesta mensagem, Judas representa aquele (a) que se diz de Deus, mas dEle não tem nada; pelo contrário, são instrumentos do diabo que se aproximam de uma moça ou de um rapaz (obreiro, obreira ou membro), que sinceramente quer alcançar a salvação.
Ele vem com uma turba de demônios armados até os dentes, para destruir almas preciosas do nosso Senhor Jesus, usando a ansiedade na vida sentimental.
Nos dias atuais, temos visto um número grande de pessoas dentro das igrejas, especialmente mulheres – por serem mais envolvidas aos sentimentos, inclusive obreiras – que têm sido alvejadas com o beijo de Judas pelo simples fato de estarem com os olhos espirituais pesados de sono, a exemplo de Pedro, Tiago e João. Mateus 26.43
“Levantai-vos, vamos! Eis que o traidor se aproxima.” Mateus 26.46
Jesus estava “vigiando e orando”, ou seja, armando-se para resistir ao ataque satânico que veio não por intermédio de Zaqueu, que era um incrédulo e ladrão, nem pela mulher que foi surpreendida em adultério, muito menos pelos pecadores com quem Ele comeu, porém, com alguém que convivia ao Seu lado, que se mostrava da fé, mas que no fundo era diabo. “Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo.” João 6.70
E não é isso o que temos visto? Falsos obreiros, falsos membros, falsos cristãos, que travestidos de uma roupagem cristã e explorando a carência sentimental de suas vítimas, se aproximam de uma forma sorrateira e traiçoeira, em acordo com os demônios que combinam com um sinal: “a quem eu beijar, é Esse; prendei-O.”
Ele se aproxima com palavras doces e belas, como fez com Jesus: “Salve, mestre! E O beijou.”
O Senhor Jesus estava vigilante e em espírito. E você, obreira? E você, obreiro? E você, mulher ou homem solteiro que tem desejado ser feliz no amor, casar e construir família? Não há nada de errado nesses desejos, diga-se de passagem, mas fica o alerta: cuidado com a ansiedade, “vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26.41
Espírito: razão, inteligência.
Carne: coração, sentimento.
O diabo continua à procura de almas preciosas (obreiros, obreiras, etc.) para lhes desferir “o beijo de Judas”.
Bispo Sergio Corrêa

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Haja o que houver eu estarei sempre com você!



Na Romênia, um homem dizia sempre a seu filho:
- "Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado".

Houve, nesta época um terremoto de intensidade muito grande, que quase arrasou as construções lá existentes nesta época.

Estava nesta hora este homem em uma estrada.

Ao ver o ocorrido, correu para casa e verificou que sua esposa estava bem, mas seu filho nesta hora estava na escola. Foi imediatamente para lá. E a encontrou totalmente destruída. Não restou, uma única parede de pé... 

Tomado de uma enorme tristeza ficou ali ouvindo, a voz feliz de seu filho e sua promessa. ( não cumprida)

..." Haja o que houver: eu estarei sempre a seu lado".

Seu coração estava apertado e sua vista apenas enxergava a destruição. 

A voz de seu filho e sua promessa não cumprida o dilaceravam.
Mentalmente percorreu inúmeras vezes o trajeto que fazia diariamente segurando sua mãozinha.
O portão ( que não mais existia)...
Corredor...
Olhava as paredes, vendo aquele rostinho confiante...

...passava pela sala do 3º ano, virava o corredor e o olhava ao entrar. Até que resolveu fazer em cima dos escombros, o mesmo trajeto.
Portão...
Corredor...
Virou a direita...
E parou em frente ao que deveria ser a porta da sala. Nada! Apenas uma pilha de material destruído.
Nem ao menos um pedaço de alguma coisa que lembrasse a classe.
Olhava tudo... desolado... 
E continuava a ouvir sua promessa:
- "Haja o que houver, eu sempre estarei com você".
E ele não estava... 

Começou a cavar com as mãos. 
Nisto chegaram outros pais, que embora bem intencionados, e também desolados, tentavam afastá-lo de lá dizendo: 
- Vá para casa. Não adianta, não sobrou ninguém.
- Vá para casa.
Ao que ele retrucava:
- Você vai me ajudar?
Mas ninguém o ajudava, e pouco a pouco, todos se afastavam.

Chegaram os policiais, que também tentaram retirá-lo dali, pois viam que não havia chance de ter sobrado ninguém com vida. Haviam outros locais com mais esperança.

Mas este homem não esquecia sua promessa ao filho, a única coisa que dizia para as pessoas que tentavam retirá-lo de lá era:
- Você vai me ajudar ?
Mas eles também o abandonavam.
Chegaram os bombeiros, e foi a mesma coisa...
- Saia daí, não está vendo que não pode ter sobrado ninguém vivo? Você ainda vai por em risco a vida de pessoas que queiram te ajudar pois continuam havendo explosões e incêndios.
Ele retrucava :
- Você vai me ajudar?
- Você esta cego pela dor não enxerga mais nada. Ou então é a raiva da desgraça.
- Você vai me ajudar?
Um a um todos se afastavam.

Ele trabalhou quase sem descanso, apenas com pequenos intervalos, mas não se afastava dali.

5 hs / 10 hs / 12 hs/ 22 hs / 24 hs /30 hs...

Já exausto, dizia a si mesmo que precisava saber se seu filho estava vivo ou morto. Até que ao afastar uma enorme pedra, sempre chamando pelo filho, ouviu:
- Pai ...estou aqui!
Feliz, fazia mais força para abrir um vão maior e perguntou:
- Você está bem?
- Estou. Mas com sede, fome e muito medo.
- Tem mais alguém com você?
- Sim, dos 36 da classe, 14 estão comigo; estamos presos em um vão entre dois pilares. Estamos todos bem!
Apenas se conseguia ouvir seus gritos de alegria.
- Pai, eu falei à eles:
- Vocês podem ficar sossegados, pois meu pai irá nos achar. Eles não acreditavam, mas eu dizia a toda hora... 
- "Haja o que houver, meu pai, estará sempre a meu lado".
- Vamos, abaixe-se e tente sair por este buraco.
- Não! Deixe eles saírem primeiro...
- Eu sei que haja o que houver... você estará me esperando!

(Esta história é verídica)

Assim como esse pai nessa historia não desistiu de salvar o seu filho, assim é Deus com aqueles que assim como essa criança confiava e acreditava no seu Pai, nós também devemos colocar a mesma fé, e confiança em Deus! Porque Ele sempre está disposto a nos ajudar! 

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

"Escrevi uma carta sobre as coisas que fiz em 2011..."



Em 2011, eu:
Ri, bebi, cresci, evoluí, me iludi, curti, aprendi, saí, me diverti, mas não morri...
Eu chorei, beijei, sonhei, errei, me decepcionei, zuei, realizei...
Briguei, apaixonei, mudei, dancei, aproveitei, lembrei, fui lembrada, conheci novos amigos e, enfim, VIVI!
Apesar de tudo, não morri...
Daiane de Sousa Albuquerque

Essa carta i esse video relata a morte de uma ex-obreira da igreja universal, que saiu da presença de Deus alegando que queria curtir a vida assim como muitos outros jovens, e o pior não foi só ter saido e sim ter praticamento zombado de Deus falando que não morreu apesar de ter feito tantas coisas erradas, não tinha morrido até aquele momento até porque podemos imaginar que Deus e a sua infinita missericordia estava sobre ela, mas a partir do momento que ela zombou aí posso imaginar que todos os livramentos que Deus já tinha dado pra ela, para que o diabo não fizesse nada com ela, até pra ela mesmo despertar i voltar. Deus deu as oportunidades ela não quiz, então o diabo si aproveitou da situação para tocar nela atravez desse acidente. Você que um dia si afastou tome isso como lição, e você assim como eu que esta na presença de Deus, temos que colocar a barba de molho e cuidar para que o mesmo não aconteça com a gente. NUNCA ZOMBE DE DEUS NEM MUITO MENOS BRINQUE COM O MESMO...!