sábado, 28 de novembro de 2015

Onde tem fogo tem fumaça (Ilustração)


Num grave desastre em um garimpo de ouro, centenas de pessoas morreram e chegaram todas de uma vez às portas do céu, onde os anjos puseram-se a preencher um extenso questionário para cada um deles.
A coisa não andava, e o último da fila, cansado de esperar, resolveu bancar o esperto e gritou:
– Ouro no inferno! Acharam ouro no inferno!
Imediatamente todos saíram correndo para o inferno e ele ficou ali sozinho, o primeirão da fila. Então, ele olhou para as pessoas correndo para o inferno, olhou para os anjos, olhou para a fumaça que subia lá do inferno, olhou novamente para os anjos e, inesperadamente, largou o formulário no chão e foi atrás dos outros garimpeiros.
Um dos anjos gritou com ele:
– Ei, aonde você vai?
– Vou procurar ouro no inferno
, respondeu ele. 
– Mas, rapaz, é só um boato… e foi você mesmo quem o começou, 
disse-lhe o anjo, quase caindo em gargalhada.
– Sei lá… onde tem fumaça tem fogo, 
disse o homem, e correu em direção ao fogo do inferno.
Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo – Levítico 19.16

Anedota de autoria desconhecida.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Desprendendo-se de pessoas que nos separam do amor



A importância de se desprender de ideias, pessoas e coisas que atrapalham nossa vida amorosa. Esse apego impede o amor verdadeiro de fluir em nossas vidas. É natural ao ser humano se apegar. Somos como uma cola: nos apegamos a pessoas, coisas e ideias facilmente, as vezes sem razão ou explicação. Quando elas são boas ou inofensivas, tudo bem. Mas quando não, podem ser fatais para nossa felicidade amorosa.

Certas pessoas também podem ser um dos maiores impedimentos à sua felicidade amorosa. Ideias viajam através de pessoas (no cemitério não há troca de ideias) — e muitas pessoas são veículos de ideias que fazem muito mal a sua vida amorosa.
Para você ser feliz no casamento, não pode haver ninguém entre vocês, a não ser Deus. O momento em que alguém entrar no meio de vocês dois, será o começo do fim dessa relação.
Assista este clipe (3 mins):


No filme, Clarice cresceu em um lar onde a mãe dominava a todos, incluindo o pai, com punho de ferro. Com sua mãe usando amargura, ressentimento e raiva para ensiná-la, Clarice se transformou uma mulher amargurada, como sua mãe. Depois de sofrer um acidente de carro, Clarice traz sua mãe para morar em casa contra a vontade do marido. Agora, Clarice e sua mãe se uniram para se livrar do marido, Dave, mandando-o embora de casa. Mas Clarice re-avalia a sua situação com o marido e confronta sua mãe. Ela finalmente entende que para resolver os problemas com o marido, uma das coisas que precisava fazer era cortar a influência da mãe em sua vida e casamento. “Eu não quero acabar igual a você,” – diz Clarice para sua mãe, finalmente chegando à lucidez.
A primeira ordem que Deus deu ao primeiro casal foi: 
Deixará o homem seu pai e mãe, e se apegará à sua mulher. E os dois serão uma só carne.  – Gênesis 2.24
Se temos de deixar as duas pessoas a quem mais somos apegados desde que nascemos, para nos tornarmos uma só carne com o cônjuge, que dirá as demais? No entanto, quantos casais estão deixando filho, enteado, amigos reais ou virtuais, sogra, pai, irmão, ex-namorado, ex-esposa, uma antiga paixão, mulheres nuas na Internet, amiguinhos do WhatsApp, grupinhos de chat etc. — SEPARÁ-LOS do verdadeiro amor?
Reavalie as pessoas que você deixa entrar em sua vida. Considere com quem você interage socialmente ou nas redes sociais. Pense se você realmente precisa ficar fantasiando com fotos e vídeos sensuais de pessoas que não têm nada a ver com a sua vida, e ainda prejudicam sua relação.
Desapegue-se de pessoas que o separam do amor. Deixe pessoas que o afastam de Deus. Desprenda-se de quem faz mal a você.
Como Clarice fez com a mãe, este pode ser o primeiro passo para a reconstrução do seu relacionamento, ou a preparação para o início de um.
Colaborou: Renato Cardoso

terça-feira, 24 de novembro de 2015

O poder da língua



"A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto." Provérbios 18:21.Cuidado com o que você fala de você... Ou dos outros a palavra tem o poder de trazer vida ou levar a morte, você vai colher o fruto do que fala. 

Se você se amaldiçoa achando que não é capaz... Que Deus olha pra todo mundo menos para você... Que você não será feliz .... Que pra você é tudo mais difícil... Que pra você não tem jeito ... E etc... Saiba que você comete um grande erro e pra sua culpa mesmo que sua vida não anda... Você está colhendo os frutos da sua língua. 

Profetize coisas boas, quanto mais coisas boas falar mais coisas boas vão acontecer. Até mesmo das pessoas q t fazem sofrer seja da familia ou não... Fale bem delas... Fale coisas boas... Deixa que o fruto de suas palavras sempre sejam bons, árvore boa da bons frutos e tudo começa na lingua. Não é à toa que a arma que o diabo gosta de usar é colocar pensamentos negativos, falar no ouvido da pessoa que ela não pode... Que ela não é capaz que ela está encalhada... Que ninguém gosta dela, ai a pessoa alimenta esse sentimento repetindo as palavras do diabo. 

Mesma coisa tem gente que vive se chamando de burra. Mas quem diz que ela é burra é o diabo ela sem perceber faz a vontade do diabo mesmo na igreja. Então cuidado com sua língua, vigie o que fala, pensa, pois ou você vai abençoar ou amaldiçoar, só depende da decisão que você tomar, não pode ser as duas coisas, ou você abençoa ou você amaldiçoa, pense muito bem na decisão que você irá tomar, pois amanhã você colherá o fruto delas.

Por: Nelsinho A. Quintanilho

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

TIQUETAQUETANDO


Um relógio começou a calcular o trabalho que teria que fazer no ano seguinte.
– Eu tenho que tiquetaquetar duas vezes por segundo, isso quer dizer que terei que tiquetaquetar 120 vezes a cada minuto. Numa hora, serão 7.200 vezes; durante o dia, em 24 horas, serão 172.800 vezes. Ora, num ano precisarei tiquetaquetar 63 milhões de vezes. Meu Deus, isso é demais até para um bom relógio como eu!
Assim, de cifra em cifra, imaginando o imenso trabalho que teria pela frente, o relógio não resistiu. Teve um colapso e pifou.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal – Mateus 6.34
Autor: João Soares da Fonseca

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Cada livramento da morte, fazia parte de um proposito...



Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1

Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra. Eclesiastes 3:17

Então terá misericórdia dele, e lhe dirá: Livra-o, para que não desça à cova; já achei resgate.  33:24

Porque o Senhor resgatou a Jacó, e o livrou da mão do que era mais forte do que ele. Jeremias 31:11

Bom, separei alguns versículos que podemos ver, que falam de livramento, de proposito, de resgate, enfim, nada é por acaso, você, eu, nós, não vimos ao mundo atoa, nem estamos vivos até hoje atoa.

E quando falo em vida, é impossível, esquecer dos inúmeros livramentos que tivemos, era na verdade para estarmos mortos, e creio que você a de concordar. Testemunho;

EU lembro que quando era adolescente, fui para casa de praia da minha tia, e um dia de sol, calor, um dia muito lindo por sinal, fui a praia que ficava uns 10 minutos andando, nadei como  nunca, e a coragem foi só aumentando, ao ponto de eu decidir ir mais fundo, bom, eu escrevi nadei como nunca... e você vai entender no final da historia isso (risos), chegou um ponto que eu estava tão distante, que não sentia mais a areia nos meus pés, ai deu inicio ao fim da coragem, e veio o tal do desespero, a primeira coisa que se pensa em uma situação como essa, ainda mais em uma praia sem salva vida, é meu Deus eu vou morrer... Bom isso fazia parte do proposito de Deus, que eu não morresse fosse só um susto... e que susto! (risos) Deus falou comigo, que eu lutasse e nadasse como nunca... então eu descia pegava impulso e subia para pegar ar... e quando veio uma onda, Deus falou vai... e aí que com a força daquela onda que me jogou pra frente, e minha luta, nadei muito, tanto que quando percebi já estava batendo com os joelhos na areia (risos). Nadei como nunca pela vida.

Deus permite situações, para que possamos aprender lições, claro a intenção d'Ele é sempre a melhor, que possamos aprender, e obedecer, ouvir a voz d'Ele, para não cometermos os mesmos erros, sendo que muitos sabem do erro, e insiste... como o meu testemunho... imagine se eu continuar a dar uma de corajoso, cedo ou tarde vou morrer afogado, ai eu te pergunto Deus tem que me livrar toda vez por minha irresponsabilidade ? Não né! Quem planta colhe... Ele teve misericórdia de livrar, mas se eu continuar me arriscando, vou morrer, porque aí eu sai desse proposito de Deus em minha vida.

Deus quer que você se arrependa de seus erros, dos seus pecados, e testemunho os livramentos, para glória d'Ele, mas cabe a cada um fazer a escolha.... Aproveite se você está vivo, é porque ainda faz parte desse proposito, nem tudo está perdido, ainda existe tempo de recomeçar, fazer tudo novo, fazer da melhor maneira possível, Deus te ama, e te aceita do jeito que você é ! 

Que Deus abençoe a todos, valorize a vida, lute por ela, lute por você, lute pelo Amor de Deus !

O proposito de Deus na sua vida vai se cumprir !!!

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. João10:10

by Nelsinho A. Quintanilho

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Quem são seus amigos ?


Atacante francês se envolve em crimes por causa de más amizades

“Pode fazer o que quiser. Não quer pagar? Tudo bem. É a sua vida, mas eu lhe avisei.” Assim o futebolista Karim Benzema (foto) ameaça o seu companheiro de profissão, Mathieu Valbuena, com quem joga na seleção da França.
Juntamente com um “amigo” de infância, Benzema estaria chantageando Valbuena, pedindo o equivalente a mais de 600 mil reais para não divulgar um vídeo íntimo do companheiro de seleção com a namorada.
A frase que abre essa matéria e outras – como: “Se quiser que o vídeo seja destruído, meu “amigo” vai lhe ver em Lyon” – estão entre as que podem incriminar Benzema e leva-lo à prisão por até 5 anos.
Benzema chegou a passar uma noite preso, mas foi liberado enquanto a investigação está em andamento.
Mas por que o jogador se envolveu no crime? Segundo o próprio Benzema, apenas para ajudar o tal “amigo” de infância.

Aonde uma amizade pode levá-lo
A Bíblia é clara ao dizer que “as más conversações corrompem os bons costumes” (1 Coríntios 15.33). Ou seja, mesmo aquele que, a princípio, age com bondade e honestidade pode se corromper ao cultivar amizades inconvenientes.
No caso de Benzema, independentemente de ser ou não uma boa pessoa, as atitudes foram erradas, aparentemente por má influência. É como está na Bíblia, no livro de Provérbios (13.20): “Quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau.
Consequências
A jovem Daniela Berroteran aprendeu isso da maneira mais dura. Aos 14 anos de idade passou a cultivar amizades prejudiciais a ela mesma e, a partir dali, sua vida se tornou um inferno.
“Passei a frequentar festas, danceterias, bares. Nunca aparentei pouca idade. Logo passei a beber e fumar, e não somente em festas. Fumava um pacote por dia”, conta.
Em casa, o seu comportamento não era melhor. Por sentir que ninguém a compreendia, ofendia e humilhava os seus pais. “Ainda assim eles sempre me deram tudo e eu jamais soube valorizar. Após cada briga eu me sentia vazia, triste, angustiada.”
Além dos vícios, as más amizades levaram Daniela a um convívio em família ruim e a uma tristeza profunda e permanente. Se em casa não se dava bem com ninguém, na rua iniciava vários relacionamentos amorosos, sempre de curta duração e dolorosos.
Tudo isso somente mudou quando, a pedido de sua mãe, ela aceitou ir à Universal. Ali entendeu a importância de deixar as más amizades para trás. Livrou-se dos vícios e hoje vive em paz com a sua família.
Lembrar o passado para ir ao futuro
“Amizades nos influenciam. Gostemos ou não, nós somos afetados pelo meio em que vivemos. Se escolhemos pessoas que são más influências para serem nossas amigas, com certeza elas nos influenciarão para o mal.”
Essa é a opinião do palestrante Renato Cardoso. Segundo ele, muitas vezes é difícil perceber quem é quem. Por isso é importante estar atento aos sinais dessa relação, que podem indicar maleficência, como convites a locais inapropriados e discussões dentro de casa.
Ao perceber os sinais, afaste-se dessa pessoa. E àqueles que acreditam serem fortes o bastante para não se deixarem influenciar, Renato Cardoso aconselha: “Faça uma análise do seu passado. Veja quantas coisas você acabou fazendo por influência de outras pessoas e depois se arrependeu. Se for honesto, verá que já aconteceu com você. Mais que uma vez. Admito que comigo também. Por isso, aprendi a lição.”
http://www.universal.org/

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Triste com Deus e triste sem Deus... entenda a diferença.



2 Coríntios 7: 9. agora me alegro, não porque fostes entristecidos, mas porque fostes entristecidos visando ao arrependimento. Pois, fostes entristecidos segundo a vontade de Deus, para que não sofrêsseis dano algum por nossa causa. 10. Pois a tristeza segundo a vontade de Deus produz o arrependimento que conduz à salvação, o qual não traz remorso; mas a tristeza do mundo traz a morte. 11. Pois vede o que essa tristeza segundo a vontade de Deus produziu em vós: que dedicação, mas também que defesa própria, que indignação, que temor, que saudade, que preocupação, que punição! Em tudo provastes estar inocentes nesse assunto. 

E você percebe como é nítida a diferença da tristeza de Deus e do mundo... a do mundo corroí... deprimi... as vezes você tem tudo, mas mesmo assim e infeliz.... já com Deus é o oposto.... você está passando maior guerra, sofrendo por uma situação... mas nunca deixa de ter um sorriso sincero.

As vezes acontecem situações em nossa vida que nos entristece, que nos faz sofrer, e não conseguimos entender o porque que estamos passando por tudo isso em nossa vida.... mas essa aparente tristeza que veio sobre nós foi para nos ensinar a ser forte... embora Deus não goste de nos ver sofrer... Ele se alegra quando vê que nos tornamos pessoas melhores depois disso. 

Por: Mara Cristina.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Não é bom estar sozinho (Ilustração)


Uma semana após a criação da mulher, o homem voltou-se à Deus e disse-lhe:
– Senhor, a criatura que fizestes para ser minha companheira transformou a minha vida num tormento. Ela fala sem cessar e insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro. Chora por qualquer motivo. Fica emburrada com facilidade e é quase impossível fazer com que deixe de ficar emburrada. Vim devolvê-la.  Por favor, não se ofenda, mas, não posso viver com ela.
Uma semana depois:
– Senhor, minha vida ficou tão vazia desde que eu lhe devolvi a mulher que me deste. Penso nela o tempo todo, em sua alegria, seus olhos, sua voz, seus beijos e abraços. Como dormia em meus braços, como se fosse um anjo. Se for possível, Senhor, peço que a devolva para mim.
Uma semana depois:
– Senhor, não sei como lhe explicar, mas nestas últimas semanas cheguei à conclusão que ela me causa mais problemas do que alegrias. Tome-a de volta, por favor! Não consigo viver com ela!
– Mas, também não pode viver sem ela!
– É verdade, Senhor, não consigo viver com ela e não consigo viver sem ela. O quê está acontecendo comigo, meu Deus? 
– Você acaba de descobrir o AMOR. O único modo de vocês conseguirem viver juntos é com amor.
Não é bom estar sozinho!


Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só – Gênesis 2.18

Não é bom estar sozinho!
Colaborou; Pr Ronaldo Alves Franco

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Quanto você está disposto a pagar?

Sabemos que quanto maior é o preço de um produto, maior é a sua qualidade. A garantia, a durabilidade, a utilidade e a exclusividade também estão embutidas no preço. Se o custo para obter uma mercadoria é baixo, logo desconfiamos e repensamos se realmente valerá a pena adquiri-la. Muitas vezes, até levamos uma dessas para casa, mas já temos a certeza de que, em breve, precisaremos substituí-la.
Tudo na vida tem o seu preço – não só os bens materiais, mas também as conquistas pessoais. E o quanto você está disposto a pagar determinará a qualidade daquilo que irá adquirir.
Quanto você pagaria por um casamento estabilizado? Por uma carreira de sucesso? Por uma saúde de ferro? Pela paz interior?
Existem aqueles que estão dispostos a sacrificar seus desejos carnais, procurar a pessoa certa e seguir os conselhos de Deus, enquanto outros preferem fazer o que têm vontade, entregar-se ao primeiro que aparecer e seguir seus próprios corações.
Poucos investem em seu conhecimento, estudam e trabalham duro. A maioria prefere enganar o patrão, optar pelo suborno e passar por cima das outras pessoas.
Há quem siga uma rotina de exercícios e alimentação balanceada. Mas grande parte das pessoas tem preguiça de se exercitar e nunca abre mão do prazer de comer alimentos calóricos.
No nosso meio, vemos tanto as pessoas que seguem a Palavra de Deus fielmente quanto aquelas que seguem ao SENHOR à sua própria maneira.
Eis o porquê de existirem casamentos duradouros e fracassados, grandes profissionais nas capas de revistas e grandes empresários atrás das grades, pessoas sadias e pessoas doentes, vencedores na fé e religiosos que sofrem amargamente. A diferença entre um caso e outro está no preço que cada um teve disposição em pagar para alcançar seu objetivo.
Neste mundo, é mais fácil usar a mentira para conquistar do que a verdade, visto que a primeira traz o resultado imediato, e a segunda demanda muito mais tempo e energia. Mas não se esqueça: o grau de dificuldade da conquista é proporcional à qualidade do que você alcançará. Assim como veio, também há de ir.
Quanto você está disposto a pagar: o valor alto da verdade ou o preço baixo da mentira? É você quem decide. E, depois, não terá o direito de reclamar do que levou para casa.
Colaborou: Bispo Edir Macedo

sábado, 7 de novembro de 2015

Como as notícias funcionam (3)


Quem está por trás da notícia e como a indústria da notícia funciona são fatores fundamentais que você deve entender antes de consumir qualquer informação embalada como tal.

  • Quem está por trás das notícias determina quais informações chegarão até você, e quais não
  • A indústria da notícia, como qualquer outra, é movida por lucro — basicamente dinheiro e poder
Portanto, respire fundo. Se você consome notícias, você está sendo manipulado. Não há como escapar dessa manipulação totalmente. Mas entendendo como ela funciona, você pode ser menos manipulado — ou pelo menos ter consciência do que está acontecendo por trás das informações.
No post anterior expliquei por que em torno de 90% das notícias se resume a escândalos e rumores de escândalo, crimes, desastres e tragédias, e celebridades. E os outros 10%? Um pouco de tudo, mas principalmente:
  • Curiosidades e esquisitices
  • Opinião
  • Governo e política
  • Notícias encomendadas
  • Utilidades e conhecimento
Curiosidades e esquisitices: “Há mais bactérias em sua boca do que gente na Terra” é uma curiosidade. “Mulher tem 6 mil piercings no corpo” é uma esquisitice.
Opinião: Nem sempre expressada como opinião, esse tipo de notícia normalmente vem em forma de depoimento de uma “autoridade” ou especialista em algum assunto. “Segundo o Dr. Sabe Tudo, especialista em religião da Faculdade Muito Respeitada (FMR), o movimento religioso do Pastor Pedra no Sapato, que já tirou muitos fiéis das religiões tradicionais, seria uma seita muito perigosa”.
Governo e política: Tudo relacionado a isso influencia a população e, logo, as eleições. Tais notícias costumam ser pró ou contra o governo, dependendo de quemestá reportando.
Notícias encomendadas: Veículos de notícias são mais ou menos como prostitutas da informação. Quem pagar mais, leva. Empresas, governos, artistas e outras pessoas e instituições precisam da credibilidade de um noticiário para influenciar o público. Para uma empresa que vende protetor solar, por exemplo, uma notícia no jornal das oito sobre risco de câncer por exposição ao sol vale muito mais do que apenas um comercial na hora do intervalo. Notícias encomendadas podem promover um certo produto ou descreditar outro; falar bem de ou demonizar alguém ou uma empresa; criticar ou elogiar o governo.
Utilidades e conhecimento: “Prazo para submeter seu imposto de renda é 30 de abril” é uma utilidade. “Como reduzir o seu imposto de renda legalmente” é um conhecimento. Notícias assim, pura e simplesmente para informar e ajudar o leitor, infelizmente, são a minoria.
Enquanto houver gente na Terra, as notícias nunca irão acabar. Elas exploram a sede do ser humano por novidades, por querer estar informado.
Cabe a você, como consumidor, decidir por si mesmo qual informação realmente o faz melhor, capacita, ou ajuda — e qual é simplesmente lixo, manipulação ou perda de tempo.
Eu me viciei. As notícias, particularmente os noticiários, são mais viciantes do que a cocaína e o crack, mais viciantes do que a heroína, mais viciantes do que o cigarro.
– Dan Rather, famoso jornalista e âncora americano

[Leia a primeira e a segunda parte do assunto.]
Colaborou: Bispo Renato Cardoso

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Santa Ignorância

Começar a pensar e a questionar a situação em que se vive é o ponto de partida para a ação da fé inteligente. Abraão era um questionador da própria vida e por isso se revoltava com a religiosidade de sua época, principalmente por ver que ela nada podia fazer por ele e sua família. Como poderia crer naquilo que não podia fazer nada nem por si mesmo? Sua revolta e sua inteligência abriram o caminho para conhecer o Verdadeiro Deus. Mas antes de ser Abraão, era chamado de Abrão. Ele era caldeu, um povo que, como os seus vizinhos, tinha deuses para tudo: deus disso e daquilo outro, deus da água, da fertilidade, da plantação, dos trovões etc.
Mas, para Abrão, Deus era Senhor de todas as coisas, era Supremo e Soberano.
O pai de Abrão, diz a tradição judaica, era mercador de imagens, era santeiro, vendia as imagens dos deuses caldeus. Um dia, o pai de Abrão teve que sair e o deixou tomando conta da loja de imagens.
Abrão, revoltado com aquilo, pois o pai não cria em um Único Deus como ele cria, pegou uma marreta e rompeu todas as estátuas, mas deixou inteira a maior de todas, uma de tamanho natural, colocou a marreta nos braços dela e ficou esperando pelo pai.
Quando ele chegou, viu aquela destruição, tudo quebrado. Olhou para a estátua maior com a marreta nos braços e perguntou ao filho o que havia acontecido.
Abrão disse que a imagem grande havia feito o estrago e quebrado tudo, e o pai respondeu como ela podia ter feito aquilo se ela não tinha vida, era apenas uma estátua!
Abrão respondeu que se ela era apenas uma estátua e não tinha vida, por que o pai cria nela?
Colaborou: Bispo Aroldo Martins

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Arrogância à bordo - Ilustração


O diálogo abaixo é contado como verídico e teria sido travado no ano de 1951 entre um navio militar estrangeiro e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland, numa noite de muita nebline.
O comandante do navio avistou uma luz em rota de colisão com ele e solicitou:
– Favor alterar seu curso 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação.
Os canadenses responderam de pronto:
– Recomendamos mudar o seu curso 15 graus para sul.
O comandante ficou mordido:
– Nós somos um navio militar… repito, mude o seu curso. arrogância à bordo
Mas o canadense insistiu:
– Recomendamos mudar o seu curso 15 graus para sul para evitar colisão.
O capitão ficou alterado e berrou ao microfone:
–  Fique sabendo que o meu navio é um porta-aviões e que estou acompanhados destroyers e fragatas.. Exigimos que vocês mudem o seu curso 15 graus ao norte, IMEDIATAMENTE.
E o canadense calmamente respondeu:
– Isso é impossível, senhor, nós somos um FAROL, estamos num rochedo!
Depois de um breve e constrangedor silêncio, o canadense repetiu calmamente:
– Recomendamos mudar o seu curso 15 graus para sul. arrogância à bordo

“Abominável é ao Senhor todo arrogante de coração; é evidente que não ficará impune” – Prov 16.5.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Quem é você Jacó ou Israel ?





Acaso trocou alguma nação os seus deuses, que contudo não são deuses? Mas o meu povo trocou a sua glória por aquilo que é de nenhum proveito.
Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram para si cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas.
Acaso é Israel um servo? E ele um escravo nascido em casa? Por que, pois, veio a ser presa?
JEREMIAS 2:11;13;14


Quem é Você? Jacó ou Israel? Todavia o meu Povo tem mim Trocado.

JACÓ: Enganador, Ladrão, Trapaceiro, Mentiroso, Corrupto, Fraudulento, Vazio das Coisas de Deus, Acomodado, Apagado, Idolatra, Avarento, Ganancioso, Prepotente, Orgulhoso, Ver Tudo com maus Olhos, Murmurador, Fala mal de Tudo, Tem Inveja do Próximo, Não Concorda com a Repreensão de Deus.

ISRAEL: Tem Palavra, É verdadeiro, Tem Amor pelas Almas, Obediente a voz de Deus, Ama a Deus acima de Todas as Coisas, Tem bons Olhos para com o Pastor, a Igreja, É Fiel nos Dízimos e nas Ofertas e nos Propósitos, Ora por quem Ó Persegue, dar Bom Testemunho, É uma pessoa Pura, Não tem Maldade , É Revoltado contra a Situação que esta Vivendo, Tem Paz.

Colaborou; Lázaro Prates.