terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Relacionamento virtual acaba em tragédia no México


Jovem é morta após se recusar a ter relação íntima com rapaz que conheceu pela internet. Saiba mais

Recentemente, o jovem Emmanuel Bocanegra, de 26 anos, foi preso na Cidade do México, capital mexicana, após fugir por ter matado Francia Ramírez, também de 26 anos, da cidade de Léon de Los Aldama, também no México. Os dois se conheceram por um aplicativo de paquera. Após o primeiro contato virtual, eles se encontraram algumas vezes. No entanto, a relação acabou em tragédia.
Segundo as investigações, por não querer ter relações íntimas com Emmanuel, a jovem foi morta e teve o seu corpo jogado em um recipiente com soda cáustica e ácido clorídrico. No apartamento do mexicano, os agentes da polícia encontraram as roupas íntimas da vítima em um saco plástico.
Os perigos da internet
Assim como essa tragédia, muitas outras acontecem frequentemente. Algumas pessoas passam apenas por um susto ao conhecer pessoalmente alguém totalmente diferente do mundo virtual, mas outras não têm a mesma chance.
Durante uma das edições do Programa "The Love School – A Escola do Amor", o bispo Adilson Silva explicou que quando o assunto é namoro, todo cuidado é pouco, pois é uma fase em que duas pessoas se conhecem, avaliam e podem firmar uma aliança que só deverá acabar na morte. “Se conhecer uma pessoa que está perto já é difícil e há quem, mesmo depois de um namoro longe, se decepcione após o casamento, imagine quem namora sem o poder do toque”, destacou o bispo.  
Segundo ele, saber se a pessoa do outro lado é quem parece ser é complicado e perigoso. “A internet fez o mundo ficar pequeno e aproxima as pessoas. Mas, por outro lado, ela dá às pessoas a condição de se mostrar diferente do que se é. Tanto no sentido físico como na questão de caráter. Por isso, é preciso ter cautela.”
Há quem se apaixone por um perfil nas redes sociais e se coloque em risco. Por isso, tome muito cuidado. A internet não dá segurança e, além disso, é um contato muito frio. Assim como tudo, é preciso haver equilíbrio e inteligência para navegar pelo mundo virtual.
“Os sites de relacionamento são um chamariz para pedófilos, pessoas psicopatas. Às vezes a pessoa não encontra alguém mal-intencionado, mas também não é aquilo que esperava ”, alertou o bispo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário